Catadão #13

  • Li e gostei:

“Sempre que você ficar preso em busca do plano ideal, lembre-se:

Começar muda tudo”.

“Quanto mais você se move, mais fácil é continuar se movendo. Mantenha o ímpeto”.

Deus caminha à nossa frente e tira as pedras do nosso caminho. Nele está a força. O mal no mundo entra na medida em que o ser humano expulsa Deus do mesmo mundo que ele criou.

“Uma regra simples para a vida e o trabalho:

Não se apresse, mas não espere”.

“Muitas vezes evitamos agir porque pensamos: ‘Preciso aprender mais’, mas a melhor maneira de aprender é muitas vezes agindo” .

Alguma sabedoria do Agente Especial do FBI Dale Cooper em Twin Peaks:

Vou te contar um segredinho. Todos os dias, uma vez por dia, dê a si mesmo um presente. Não planeje, não espere por isso. Apenas deixe acontecer. Pode ser uma camisa nova. Uma soneca na cadeira do escritório. Ou duas xícaras de café puro e quente.

  • Vi de relance:
  • Escutei e dei repeat:

Essa música é tão emocionalmente profunda:

Apaixonada:

Comecei a assistir sem querer, meio de tabela, a série da Netflix ‘O Paraíso e a Serpente’ e viciei na história chocante, eletrizante e REAL. Contém spoilers aqui.

  • Dei print:

Catadão #12

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

“O medo do fracasso é maior quando você não está trabalhando no problema.

Se você está agindo, fica menos preocupado com o fracasso porque percebe que pode influenciar o resultado”.

O neuropsiquiatra, fundador da logoterapia, Viktor Frankl, após um período de extremo sofrimento vivendo nos campos de concentração, escreveu: “Quando a situação for boa, desfrute-a. Quando a situação for ruim, transforme-a. Quando a situação não puder ser transformada, transforme-se”.

Rezar não consiste nas palavras, mas na intensidade do amor que as pronuncia (…). Toda oração é uma ceia com Cristo e um estar sentado ao seu lado, escutando as batidas de seu coração que nos ama.

Uma regra simples para a vida e o trabalho: “Não se apresse, mas não espere”.

  • Vi e gostei:
O personagem Charles Foster Kane (Orson Welles) em cima de pilhas do seu jornal, em cena de 'Cidadão Kane' (1941)

Charles Foster Kane (Orson Welles) em cima de pilhas do seu jornal, em cena de ‘Cidadão Kane’ (1941) – Reprodução

Ismo Holtto, Noruega 1967
  • Dei print:
  • Ouvi e dei repeat:

Catadão #11

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

“A Itália é conhecida pelos tomates. A Tailândia pelos pimentões. A Alemanha pelo chucrute.

Mas o tomate é originário do Peru. A Tailândia importou pimentões da América Central. O chucrute começou na China.

Tudo é um remix – e o mundo fica melhor com isso”.

Um pequeno hábito – quando repetido de forma consistente – se transforma em algo significativo.

– Pergunte a si mesmo: a quantidade de atenção que estou dando a isso corresponde à sua importância?

  • Vi e gostei:

Keanu Reeves brincando com cachorrinhos enquanto responde perguntas de fãs. Aqui.

Ame ou odeie, é inegável a influência de Lay Gaga na moda da última década.

  • Meus aplausos e sentimentos:

“Espero estar à altura”. Diante da proximidade da morte, essa foi a frase do psicanalista e escritor Contardo Calligaris, que faleceu na última terça (30), aos 72 anos.

“Você pode escolher entre ficar em casa ou pegar a estrada e, sem dúvida, faz e fará um pouco dos dois. Mas quando estiver em casa, tente não sonhar com a estrada e, quando estiver na estrada, tente não lamentar o calor do lar. Vivemos de sonhos e de nostalgias: é necessário cuidar para que essa alternância não nos mantenha constantemente afastados do momento presente”, disse ele, em uma das publicações.

“O sentido da vida é a própria vida concreta. A que vivemos e da qual morrer faz parte” .

Contardo Calligaris sempre esteve e está à altura.

“Eu não quero ter uma vida feliz, quero ter uma vida interessante”
  • Dei print:
  • Escutei e dei repeat:

E essa letra de Vinicius de Moraes?

Fez do meu coração
A sua moradia
Já é demais o meu penar

Quero voltar aquela
Vida de alegria
Quero de novo cantar

  • E de todas as faltas, a maior delas: