Catadão #21

  • Li e gostei:

– “Envelhecer não é para os fracos. Você começa a desmoronar e precisa fazer o melhor possível para se manter firme. Acho que fazer coisas e se manter ativo é muito importante. Quando sua mente está ocupada, você não sente tanta dor. Graças a Deus, eu amo fazer coisas. Eu me sinto abençoada por ter todas essas oportunidades nessa fase da vida”, relatou Iris Apfel.

Com quem você passa seu tempo e como você o gasta todos os dias são as duas decisões mais importantes que você fará.

– “Gostaria de viver melhor do que eu vivo em termos financeiros. Mas como diz o Chico (Buarque): ‘A gente vai levando, a gente vai levando‘. Não tenho muito o que me queixar da vida, sabe. Embora ela não tenha sido muito fácil. Mas é a gente que faz a vida, não é ela que faz a gente.

– “Todas as épocas, as boas e as difíceis, são válidas. Se eu for falar das ruins, vou chorar. E falar das boas também choro, porque elas ficaram lá atrás”, cantora Alaíde Costa, 85 anos, em entrevista à Mônica Bergamo, na Folha.

– I can’t go on / I’ll go on (é preciso continuar, não consigo continuar, eu vou continuar).

– O autor e antropólogo Carlos Castaneda sobre a mentalidade:

“O truque está no que se enfatiza. Ou nos tornamos infelizes ou nos fazemos felizes. A quantidade de trabalho é a mesma”.

– “Quanto mais você busca a amizade, mais ela te escapa.

Mas se você pretende aprender ou alcançar algo com outras pessoas, a amizade acontece naturalmente durante a busca compartilhada” – James Clear.

– Mais uma de James Clear:

“Ninguém está torcendo para que você falhe.

Você pode ter sucesso. Você pode falhar. Mas, na maioria das vezes, ninguém liga para um lado ou para o outro.

Isso é bom. O mundo é grande e você é pequeno, o que significa que pode perseguir seus sonhos sem se preocupar com o que as pessoas pensam”.

– O poeta Yung Pueblo sobre relacionamentos:

“Encontre um parceiro que esteja pronto para construir com você.

Não se trata de encontrar a perfeição em outra pessoa, é de perceber quando você se depara com uma conexão inegável que nutre o seu ser e corresponde ao tipo de suporte que você está procurando. Perder-se na ideia de perfeição é um obstáculo. Estar com alguém que está comprometido em passar pelos altos e baixos da vida juntos não tem preço.

Quando duas pessoas aceitam suas imperfeições e se comprometem a crescer em versões melhores de si mesmas, isso aumenta naturalmente a felicidade que compartilham no relacionamento”.

​- Do autor de livros sobre negócios Seth Godin, muito pertinente para os dias que temos vivido no Brasil: “Estar informado é uma virtude. Nos ajuda a tomar decisões melhores e nos encoraja a agir. Ficar preso em um scrollar sem fim não é a mesma coisa que estar informado”.

– Em muitos casos, a melhoria não é fazer mais coisas certas, mas fazer menos coisas erradas.

– Não procure coisas para adicionar. Procure coisas para eliminar.

– A sorte sorri para todos nós de vez em quando. E quando isso acontecer, a maneira de honrar sua boa sorte é trabalhar duro e tirar o máximo proveito dela. 

– Autor e jornalista Mitch Albom:

“Tente imaginar uma vida sem cronometragem. Você provavelmente não consegue. Você sabe o mês, o ano, o dia da semana. Há um relógio na parede ou no painel do seu carro. Você tem uma programação, um calendário, um horário para jantar ou um filme. No entanto, ao seu redor, a cronometragem é ignorada. Os pássaros não se atrasam. Um cachorro não olha o relógio. Os cervos não se preocupam com os aniversários que passam. Só o homem mede o tempo. Só o homem marca a hora. E, por causa disso, só o homem sofre um medo paralisante que nenhuma outra criatura suporta. O medo do tempo se esgotando”.

– Daqui a seis meses, o que você gostaria de ter feito hoje?

Ninguém vai te dar permissão.

Ninguém vai recebê-lo no clube.

Ninguém vai dar tapinhas nas suas costas e dizer “muito bem”.

Tudo o que você pode fazer é continuar fazendo o trabalho que deseja ver no mundo.

“Não tenha nada em sua casa que você não saiba que seja útil, ou que acredite ser bonito.” – William Morris

Eu sou o meu próprio mundo

O que faço não tem nome

O que sinto não tem cheiro

Se algum dia fui alguma coisa

Já não reconheço

O sino badala a recordação

Do que nunca foi

Eu sou o meu próprio mundo

De lugares que nunca fui

De sabores que nunca provei

De palavras que nunca disse

O andar vago e lento tampouco mostra

A velocidade do que não é

Eu sou o meu próprio mundo

De atitudes umbilicais

De artes claras e rasas

De todas as dores e amores

Da carga genética regenerada.

Eu sou o meu próprio mundo

O mundo que eu escolhi mundar

Onde nele só cabem o amor e o desassossego

O amor de amar demais

E a medida não saber como dosar

beta

Catadão #20

  • Li e gostei:

– Escreva as coisas que gostaria de ler.

– Escritores são, na verdade, observadores profissionais. Eles vivem em busca de ideias que os outros perdem porque não olham de perto o suficiente

– “Estranhamente, a vida fica mais difícil quando você tenta torná-la mais fácil.

Conversas desconfortáveis ​​são difíceis, mas evitar todos os conflitos é mais difícil. Dominar o seu ofício é difícil, mas não ter habilidades é mais difícil.

Fácil tem um custo”.

– A felicidade está nos momentos mais comuns da vida. A escritora Brené Brown disse: “Nós perseguimos momentos extraordinários em vez de ser gratos por momentos comuns até que as coisas difíceis aconteçam. E então, em face de coisas realmente difíceis – doença, morte, perda – a única coisa que estamos implorando é um momento normal”.

– Carl Jung disse uma vez: “Tudo o que nos irrita nos outros pode nos levar a uma compreensão de nós mesmos”.

– Você aprende fazendo, não esperando.

– “O que é que tem nas redes sociais que tanto preciso ver? A resposta quase sempre é: nada tão importante que não possa ser perdido ou adiado”, Bárbara Bom Angelo.

– Mentalidade do alpinista Tommy Caldwell em momentos sombrios: “As dificuldades são inevitáveis, então coloque seus óculos de proteção e enfrente o vento. Se nos permitirmos ser expostos a desafios, então esse desafio pode nos energizar e nos mostrar quem somos. “Lembre-se de que você pode não ter controle sobre outras pessoas e circunstâncias, mas tem controle sobre sua própria sobriedade emocional” .

– É difícil saber o que fazer com tanta felicidade.

Na tristeza, há algo para se esfregar,
uma ferida para tratar com loção e pano.
Quando o mundo desmorona ao seu redor, você tem peças para juntar,
algo para segurar nas mãos, como canhotos de ingressos ou moedas.

Mas a felicidade flutua.
Não precisa que você a segure.
Não precisa de nada.
A felicidade pousa no telhado da casa ao lado, cantando,
e desaparece quando quer.
Você está feliz de qualquer maneira.
Mesmo o fato de que você já morou em uma casa na árvore tranquila
e agora vive perto de uma pedreira de barulho e poeira
não pode deixá-lo infeliz.

Tudo tem vida própria,
Como não existe um lugar grande o suficiente
para conter tanta felicidade,
você dá de ombros, levanta as mãos e ela flui de você
para tudo o que toca. Você não é responsável.
Você não leva nenhum crédito.

Naomi Shihab Nye, “So Much Happiness

– E, por falar em felicidade: https://www.uol.com.br/universa/colunas/fabi-gomes/2021/09/07/esta-dificil-encontrar-alguma-felicidade-neste-7-de-setembro.htm

  • Sigo:
  • Dei print:
  • Escutando no repeat durante as minhas caminhadas:
“I’m dancin’ while I’m crying”

A difícil arte de ser eu

Se tô aqui, quero tá lá

Se tô lá, quero voltar

Se tenho vontade, hesito

Se me jogo, me arrependo

Se ignoro, passo vontade

Se sonho, não realizo

Se realizo, não me satisfaço

Se penso demais, faço de menos

Se não raciocino, não ajo

Se procuro demais, me perco

Se falo, não penso

Se não falo, explodo

Se não choro, sufoco

Se escrevo, me sinto aliviada

Se publico, atordoada

Se não me veem, grito

Se penso em gritar, silencio

Se busco me silenciar, minha mente borbulha

Se me veem, disfarço

Se me calo, me escondo

Se me mostro, fujo de mim

Se eu sou assim, não aceito

Se eu não sou assim, não sou

Se eu me aceito, eu só sou.

Catadão #19

  • Li e gostei:

– “As soluções são simples, não complicadas”.

– “Um homem pode suportar qualquer coisa, exceto uma sucessão de dias comuns”. Goethe.

– Muitas pessoas sonham com coisas. 

Muitas pessoas falam sobre fazer coisas. 

Muitas pessoas apresentam razões pelas quais não podem fazer as coisas. 

Poucas pessoas fazem coisas.

– As ações que você toma hoje determinam como será o seu futuro. Grande parte da vida é sobre o retorno do investimento – seus relacionamentos, vida e carreira refletem o que você investe consistentemente neles. No final das contas, você obtém o que investiu.

Muitas vezes as pessoas presumem que o futuro é mais brilhante do que o presente. Eles não percebem que terão que engolir a volatilidade em curto prazo para colher os frutos em longo prazo. O difícil do pensamento em longo prazo é que é quase impossível ver os frutos do seu trabalho no dia a dia.

– Em seu post “Como escolher seu parceiro de vida“, Tim Urban escreve que um casamento feliz não é construído a partir de nada romântico ou poético, mas de 20.000 quartas-feiras mundanas.

“Casamento não é lua de mel na Tailândia – é o quarto dia de férias #56 que vocês tiram juntos. Casamento não é comemorar o fechamento do negócio da primeira casa – é jantar naquela casa pela 4.386ª vez. E é certamente não é o Dia dos Namorados. O casamento é uma quarta-feira esquecível. Juntos”.

– A dor de uma separação é universal. E enquanto a maioria das pessoas tenta não reviver as memórias dos momentos sentimentais que compartilharam com ex-parceiros, outros não têm tanta sorte.

– Plantas e animais não lutam contra o inverno; não fingem que não está acontecendo e tentam continuar vivendo a mesma vida que viviam no verão. Eles preparam. Eles se adaptam. O inverno é uma época de retirada do mundo, maximizando recursos escassos, realizando atos de eficiência brutal e desaparecendo de vista; mas é aí que ocorre a transformação. O inverno não é a morte do ciclo de vida, mas seu cadinho.

– Todas as vezes que havia me sentido bem na solidão foram em momentos que eu poderia sair dela quando quisesse. Eu sempre tinha para onde voltar. Horácio “Toco” Coutinho, diretor de marketing da Vida Simples

– “Não podemos prever o valor que nosso trabalho proporcionará ao mundo. Tudo bem. Não é nosso trabalho julgar nosso próprio trabalho. É nosso trabalho criá-lo, nos dedicar a ele e dominar nosso ofício da melhor maneira possível”.

– Um pensamento vem com a força de um mantra que repito na cabeça: a vida é urgente. Não vai dar mais pra esperar. Bora fazer tudo que a gente quer fazer, bora cuidar de quem a gente ama, bora se cuidar também. Tá todo mundo exausto, doído, sofrido, mas às vezes uma mensagem pode mudar o dia. Li hoje num post: “Sempre achamos que vamos ter mais tempo. E aí o tempo acaba”. Bora ficar perto, mesmo longe. Bora fazer tudo pra não nos arrependermos depois de tudo que poderia ter sido feito ou falado, sabe? @daniarrais

– Shakespeare: “Nossas dúvidas são traidoras, e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar”.

Dei print:

https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2021/07/bilionarios-jogam-dinheiro-para-o-espaco-num-mundo-de-pandemia-a-beira-do-colapso-climatico.shtml
  • Gostei:
imagem de uma estante
Faça uma pose por que a Madonnas Vogue ainda é relevante 30 anos depois
  • Poema ou música? Os 2!


Inverno, de Antônio Cícero

No dia em que fui mais feliz
Eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei
Caminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém
E o inverno no Leblon é quase glacial
Há algo que jamais se esclareceu:
Onde foi exatamente que larguei
Naquele dia mesmo
O leão que sempre cavalguei?
Lá mesmo esqueci
Que o destino
Sempre me quis só
No deserto sem saudade, sem remorso, só
Sem amarras, barco embriagado ao mar
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu
Reuniu-se a terra um instante por nós dois
Pouco antes do Ocidente se assombrar

Catadão #18

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

“Você não precisa prever como tudo vai se desenrolar.

Basta dominar a próxima etapa e continuar na direção certa”.

“A previsão depende de eventos fora do seu controle.

A criação depende de eventos sob seu controle.

Não adivinhe sobre o futuro. Dê forma”.

Em 1928, o pai de Jackson Pollock (sim, o pintor americano), LeRoy, escreveu uma carta a ele. Um dos trechos dizia:

O segredo do sucesso é concentrar o interesse pela vida, o interesse pelos esportes e os bons tempos, o interesse pelos estudos, o interesse pelos colegas, o interesse pelas pequenas coisas da natureza, insetos, pássaros, flores, folhas, etc. Em outras palavras, esteja totalmente desperto para tudo sobre você e quanto mais você aprende, mais você pode apreciar e obter uma medida plena de alegria e felicidade da vida.

Jackson e LeRoy Pollock no Grand Canyon, 1927 (coleção Smithsonian)

As palavras do falecido chef Anthony Bourdain : “Viajar nem sempre é bonito. Nem sempre é confortável. Às vezes dói, até parte o coração. Mas tudo bem. A viagem muda você; deve mudar você. Deixa marcas em sua memória, em sua consciência, em seu coração e em seu corpo. Você leva algo com você. Esperançosamente, você deixa algo bom para trás”.

Colocar no papel permite começar a consertar. Se ficar na sua cabeça, uma ideia perfeita, você nunca vai compartilhar com ninguém”. Filosofia da Pixar.

Escrever é como uma estátua. Onde os escultores começam com grandes blocos de mármore, os escritores precisam criar os seus. É disso que trata o primeiro rascunho. É uma chance de despejar ideias na página que você pode eventualmente moldar no processo de edição. Espere que essas ideias iniciais sejam confusas e cheias de palavras desnecessárias.

Tudo bem. Ninguém vai ver este rascunho. Quanto mais ideias você colocar na página, mais mármore terá para moldar em uma estátua quando começar a editar. Assim que começar, você se tornará como Michelangelo, famoso pela estátua de Davi em Florença.

A Sabedoria de Imitação

Certa vez, conheci um treinador de pintura que dizia aos alunos para copiarem seus artistas favoritos.

No início, os alunos resistiam.

Em resposta, o treinador dizia a eles para ouvirem o atrito. “Você ouve essa resistência? É o sussurro do seu estilo único”.

Por meio da imitação, descobrimos nossa voz.

“Uma maneira surpreendentemente eficaz de conseguir o que deseja é não se contentar com menos do que deseja.

Nem sempre funciona – você não pode forçar o mundo a ser de uma certa maneira – e você pode precisar de doses saudáveis ​​de paciência e obstinação, mas sua vida se inclina para o que você aceita”.

– Thomas Mitchell , um fazendeiro, sobre felicidade:

“Um dos melhores segredos de uma vida feliz é a arte de extrair conforto e doçura de todas as circunstâncias

As pessoas estão sempre procurando a felicidade em algum momento futuro e em alguma coisa nova, ou algum novo conjunto de circunstâncias, de posse da qual algum dia esperam encontrar. Mas o fato é que, se a felicidade não for encontrada agora, onde estamos e como estamos, há poucas chances de ela ser encontrada. Há muito mais felicidade ao nosso redor no dia a dia do que temos a sensação ou o poder de buscar e encontrar”.

Fonte: Essays on Life

​- “Sua mente é um motor de sugestões. Cada pensamento que você tem é uma sugestão, não uma ordem.

Às vezes, sua mente sugere que você está cansado, que deve desistir ou que deve seguir um caminho mais fácil.

Mas se você fizer uma pausa, poderá descobrir novas sugestões. Por exemplo, que você se sentirá bem quando terminar o trabalho ou que tem a capacidade de terminar as coisas mesmo quando não está com vontade.

Seus pensamentos não são ordens. Apenas sugestões. Você tem o poder de escolher qual opção seguir”.

“Nunca haverá um momento perfeito para fazer algo que estique você.

Isso é verdade se você está começando um negócio, tendo um filho, mudando de carreira ou lutando com uma série de desafios. Isso não é uma licença para ser imprudente e nunca pensar bem nas coisas, mas em algum ponto você tem que abraçar a incerteza porque é o único caminho a seguir.

Se você estivesse pronto para isso, não seria crescimento”.

  • Chega, né?

AMO assistir Suricato no programa Versões, do Canal BIS no YouTube. Essa é uma das músicas que mais gosto: tem um quê de blues, guitarra, teclado e essa letra… AFF! Só escuta…

Eu não sei pra onde vou
Pode até não dar em nada
Minha vida segue o sol
No horizonte dessa estrada

Eu nem sei mesmo quem sou
Nessa falta de carinho
Por não ter um grande amor
Aprendi a ser sozinho

E onde o vento me levar
Vou abrir meu coração
Pode ser que num caminho
Num atalho, num sorriso
Aconteça uma paixão

E vou achar
Num toque do destino
O brilho de um olhar
Sem medo de amar

Não vou deixar
De ser um sonhador
Pois sei vou encontrar
No fundo dos meus sonhos
(Sonhos, sonhos)
O meu grande amor

Catadão #17

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

“Nunca haverá um momento perfeito para fazer algo que te aumenta. (…) Isso não é desculpa para não pensar direito nas coisas, mas alguma hora você vai ter que abraçar a incerteza porque é o único jeito de seguir em frente. Se você já estivesse pronto, aquilo não te faria crescer”. James Clear, autor de Hábitos atômicos: Um método fácil e comprovado de criar bons hábitos e se livrar dos maus.

A motivação geralmente vem depois do início, não antes. A ação produz impulso.

“Nossos valores são revelados em momentos de mudança”.

A perspectiva certa transforma seus fardos em oportunidades.

O filósofo José Ortega y Gasset sobre o poder da atenção:

“Diga-me no que você presta atenção e eu direi quem você é”.

Fonte: O homem e a crise

“Sempre fui movida a medo — e ainda não descobri se isso é bom ou ruim. Quando reconheço o medo, curiosamente eu não corro na direção oposta, mas ao encontro dele. E luto até que um de nós saia vitorioso e a inquietação acabe. Às vezes, eu ganho, muitas vezes quem ganha é o medo. Daquela vez, escolhi fugir dele sem nem lutar. Quando a coragem para seguir sozinha me faltou, uma poderosa conspiração se formou e me impediu de desistir”. Juliana Reis, uma viajante em busca de histórias, pessoas, lugares e experiências que a modifiquem.

Suas escolhas atuais podem levá-lo ao futuro desejado? Se não, algo precisa mudar. Você não pode chegar lá a partir daqui. Você tem que seguir uma trajetória diferente.

As pessoas vão contar histórias sobre você no seu funeral. Que capítulo você está escrevendo hoje?

UAU!!!

Poema do Fernando Pessoa: segue o teu destino / rega as tuas plantas / ama as tuas rosas / o resto é a sombra de árvore alheias. 

“Fazer de si mesmo a sua prioridade não é egoísmo, às vezes, é necessidade”. Ana Maria Braga.

UAU!!!

  • Meu amor por galochinhas amarelas

Longe de usá-las, mas elas são extremamente fofas em crianças, vai! Tanto que só tive olhos para a personagem caçula no filme O Que Nós Fizemos no Nosso Feriado, que vale a pena ser visto e revisto mil e uma vezes por causa:

– das crianças, claro, que roubam a cena;

– da atriz assustadoramente perfeita: Rosamund Pike

– do roteiro surreal, porém “fofo”.

O que nós fizemos no nosso feriado: comédia para a família toda | Ré Menor
  • Dei print:
Bruna Cosenza
  • Música que ouvi a lot:

Confesso que nunca gosto das músicas da Billie Eilish de primeira, sempre levo um tempinho pra me acostumar. Mas essa foi bem rápido, já na introdução! Ela me lembra demais uma música do filme A Culpa é das Estrelas. Comparem!

Catadão #16

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

Trabalho, relacionamentos, desafios. Nossa vida é cheia de situações desconfortáveis. Se acostume.

“Quanto mais você acredita que é bom, melhor você fica e mais as pessoas passam a acreditar em você. Não precisa ser o profissional mais foda, só acredite que é e se venda como sendo que as coisas acontecem”. Marília Lopes, redatora criativa e produtora de conteúdo.

“Quanto mais você se move, mais fácil é continuar se movendo. Mantenha o ímpeto”.

“O Paradoxo do Foco:

Aproveite ao máximo uma oportunidade e mais oportunidades surgirão em seu caminho.

Mover-se ousadamente em uma direção faz com que mais caminhos se desdobrem diante de você.

Para obter mais, concentre-se em menos”.

Uma carta da autora Anne Lamott sobre o valor da leitura:

“Se você adora ler ou aprender a amar ler, terá uma vida incrível. Ponto final. A vida sempre terá dificuldades, pressão e pessoas incrivelmente chatas, mas os livros farão com que tudo valha a pena. (…) Você encontrará pessoas que foram quase destruídas, que se levantaram. Livros e histórias são remédios, moldes de gesso para vidas e corações partidos, fundas para espíritos enfraquecidos. E ao ler, você vai rir mais do que jamais imaginou rir, e isso será magia, o paraíso e a salvação. Eu prometo”.

Fonte: A Velocity of Being: Cartas a um jovem leitor

Se eu continuar fazendo o que estou prestes a fazer hoje pelos próximos cinco anos, acabarei com mais do que quero ou menos do que quero?

Tenha atitude. Levante a bunda da cadeira. Faça algo. Mude a sua realidade.

Reclamar é a maior perda de tempo que existe. Ou faça algo para resolver o problema ou cale-se.

O segredo da produtividade é simples: tenha uma rotina.

Essa frase me intriga muito: “Somos a média das cinco pessoas com quem passamos mais tempo“.

– “Quando você constrói mundos, você atrai pessoas que querem estar dentro de sua tribo e naturalmente repele todos os outros.

Convencer alguém a mudar de ideia é na verdade o processo de convencer alguém a mudar de tribo. Se abandonar suas crenças, corre o risco de perder os laços sociais. Você não pode esperar que alguém mude de ideia se você tirar sua comunidade também. Você tem que dar a eles um lugar para ir.

Ninguém quer que sua visão de mundo seja destruída se a solidão for o resultado”.

  • Prints que eu dei:
  • Descoberta musical da semana:

Catadão #15

Eis alguns pensamentos simples, curtos e aleatórios; dicas interessantes (ou não) que valem a pena ser compartilhadas (ou não):

  • Li e gostei:

Na visão de Orkut — criador da rede social onde deixávamos scraps no mural dos outros e onde alguém muito popular ficava com o perfil lotado — as redes sociais deveriam enfatizar nossos interesses e paixões em comum, mas acabaram virando espaços que incentivam a autopromoção e nos deixam ansiosos com as inevitáveis comparações.

Dizer não economiza seu tempo no futuro. Dizer sim custa tempo no futuro.

Não é como um crédito de tempo. Você pode gastar esse bloco de tempo no futuro.

Sim é como uma dívida de tempo. Você tem que retribuir esse compromisso em algum momento.

Não é uma decisão. Sim é uma responsabilidade”.

“Você pode ser julgado porque criou algo ou ignorado porque deixou sua grandeza dentro de você. Você decide”.

A psiquiatra Elisabeth Kübler Ross sobre como as pessoas bonitas são feitas:

“As pessoas mais bonitas que conhecemos são aquelas que conheceram a derrota, o sofrimento, a luta, a perda e encontraram o caminho para sair das profundezas. Essas pessoas têm uma apreciação, uma sensibilidade e uma compreensão da vida que preenche com compaixão, gentileza e uma profunda preocupação amorosa. Pessoas bonitas não acontecem por acaso”.

O autor TH White sobre o aprendizado como uma cura para a tristeza:

“Você pode envelhecer e tremer em sua anatomia, pode ficar acordado à noite ouvindo a desordem de suas veias, pode sentir falta de amor, você pode ver o mundo ao seu redor devastado por lunáticos malvados ou saber que sua honra foi pisoteada nos esgotos das mentes mais vis. Só há uma coisa para isso – aprender alguma coisa. Aprenda por que o mundo balança e o que o abala. É única coisa que a mente nunca pode exaurir, nunca alienar, nunca ser torturada, nunca temer ou desconfiar, e nunca sonhar em se arrepender”.

“O que estava certo naquele momento pode não estar certo neste.

O que você precisava naquele momento pode não ser o que você precisa agora.

O que você queria naquele momento pode não ser o que você deseja agora.

Este momento não é aquele momento.

E tudo bem”.

“A maneira mais confiável de mudar sua vida é não mudando sua vida inteira.

Se você tentar mudar tudo de uma vez, rapidamente se verá puxado de volta aos mesmos padrões de antes. Mas se você meramente se concentrar em mudar um hábito específico e trabalhar nele até que se torne parte do seu dia normal, você descobrirá que sua vida muda naturalmente como um efeito colateral.

Melhore o todo dominando uma coisa”.

  • Dei print:
  • Ah, Selena maravilhosa!

Já havia assistido várias vezes ao filme com a J.Lo no SBT (inclusive, quando estava de férias no México, assisti também na Televisa hehe); agora, vi a série na Netflix e revi (quase) todos os seus vídeos no YouTube. Dá um mix de admiração e tristezinha. E quem nunca ouviu falar, pode me chamar no zap rs.

  • Meu vício tem nome e som:
  • Leiam!

Catadão #14

  • A escritora Alice Walker sobre o desconforto do crescimento:

“Alguns períodos de nosso crescimento são tão confusos que nem mesmo reconhecemos que o crescimento está acontecendo. Podemos nos sentir hostis, com raiva ou chorosos e histéricos, ou podemos nos sentir deprimidos. Nunca nos ocorreria, a menos que topássemos com um livro ou uma pessoa que nos explicou que estávamos de fato em processo de mudança, de realmente nos tornar maiores do que éramos antes.

Sempre que crescemos, tendemos a senti-lo, como uma semente jovem deve sentir o peso e a inércia da terra ao tentar sair de sua casca a caminho de se tornar uma planta. Frequentemente, a sensação é tudo menos agradável.

Mas o mais desagradável é não saber o que está acontecendo. Aqueles longos períodos em que algo dentro de nós parece estar esperando, prendendo a respiração, sem saber qual deveria ser o próximo passo … pois é nesses períodos que percebemos que estamos sendo preparados para a próxima fase de nossa vida e que , com toda a probabilidade, um novo nível da personalidade está prestes a ser revelado“.

  • O sábado é um tempo em que você não só se abstém de trabalhar, como nem pensa no trabalho. Cada sábado é uma espécie de mini-eternidade.

  • Não estou definhando, estou adormecido .

Como uma planta. Ou um vulcão.

Estou esperando para ser ativado.

A jardinagem coloca você em um tipo diferente de tempo, a antítese do presente agitado das redes sociais. O tempo se torna circular, não cronológico; minutos se transformam em horas; algumas ações não dão frutos por décadas.

Os jardineiros não apenas desenvolvem um senso de tempo diferente, mas também a  sabedoria ancestral  de saber quando fazer as coisas:

Para cada coisa há um tempo
e um tempo para cada propósito debaixo do céu:
um tempo para nascer e um tempo para morrer;
um tempo para plantar e um tempo para colher o que é plantado;
Um tempo para matar e um tempo para curar; um tempo para quebrar e um tempo para construir…

Posso até parecer morta, mas como Corita Kent certa vez descreveu um de seus próprios períodos de dormência, “coisas novas estão acontecendo muito silenciosamente dentro de mim”.

Esperando para explodir.

  • Ah, Antena 1!

Catadão #13

  • Li e gostei:

“Sempre que você ficar preso em busca do plano ideal, lembre-se:

Começar muda tudo”.

“Quanto mais você se move, mais fácil é continuar se movendo. Mantenha o ímpeto”.

Deus caminha à nossa frente e tira as pedras do nosso caminho. Nele está a força. O mal no mundo entra na medida em que o ser humano expulsa Deus do mesmo mundo que ele criou.

“Uma regra simples para a vida e o trabalho:

Não se apresse, mas não espere”.

“Muitas vezes evitamos agir porque pensamos: ‘Preciso aprender mais’, mas a melhor maneira de aprender é muitas vezes agindo” .

Alguma sabedoria do Agente Especial do FBI Dale Cooper em Twin Peaks:

Vou te contar um segredinho. Todos os dias, uma vez por dia, dê a si mesmo um presente. Não planeje, não espere por isso. Apenas deixe acontecer. Pode ser uma camisa nova. Uma soneca na cadeira do escritório. Ou duas xícaras de café puro e quente.

  • Vi de relance:
  • Escutei e dei repeat:

Essa música é tão emocionalmente profunda:

Apaixonada:

Comecei a assistir sem querer, meio de tabela, a série da Netflix ‘O Paraíso e a Serpente’ e viciei na história chocante, eletrizante e REAL. Contém spoilers aqui.

  • Dei print: